06 novembro 2013

Projeto PLATAFORMA na Corrente Cultural

Dois eventos com a Súbita Companhia na Corrente Cultural.

Dia 07/11 - PLATAFORMA: RESIDÊNCIA ARTÍSTICA - Apresentação dos solos dos artistas residentes Andreia Porto, Helen Kaliski, Iasmin Cavalcanti e Victor Hugo, seguido de um bate papo com a presença de Fátima Ortiz.





Dia 08/11 - PLATAFORMA SÚBITA - Workshop de Composição de Cena com Janaína Matter e Maíra Lour. Apresentação da cena "Meus Olhos Estão Degringolando", seguido de um bate papo com a companhia.



04 setembro 2013

Extraordinário Cotidiano por Marco Novak

Clique no link para ver as fotos do espetáculo!
Temporada Teatro Eva Herz - Livraria Cultura Shopping Curitiba

Fotos Extraordinário Cotidiano

13 maio 2013

12 maio 2013

Amores Difíceis na ÓTV!

http://www.otv.tv.br/programa/o-diva/o-diva-sobre-amores-dificeis/

Espetáculo Amores Difíceis no programa Ó Divã de 10/05/13, numa matéria especial sobre o amor!
Entrevistas com a diretora Maíra Lour e os atores Janaina Matter e Pablito Kucarz

04 maio 2013

Workshop com a Súbita Companhia!!!

Nos meses de maio e junho a Súbita Companhia ministrará no Espaço Cultural Pé no Palco um Workshop de Teatro Físico. As aulas serão nas segundas e quartas das 19h30 as 22h.
Últimas vagas!


Sobre o espetáculo Amores Difíceis!

Completando agora 3 semanas em cartaz, o esptáculo Amores Difíceis está bombando!!!
Alguns links de textos de opinião sobre o espetáculo podem ser acessados aqui:

O RATO por Isabela Fausto
CORTINAS ABERTAS por Mariana Braga
UCM COMICS por Amanda Leal

Aqui também alguns comentários:

"AMORES DIFÍCEIS
O amor! Ah, o amor! Esse sentimento tormentoso, infausto, atribulado que nos aflige desde o raiar de nossa adolescência até nossa expiração. Essa cinta que enrola nosso músculo cardíaco e lhe dá nós.
O amor é a matéria prima da nova peça da Súbita Cia de Teatro.
Ali, nós espectadores, vemos amor sendo dissecado.
Cada um de nós, espectadores em cada um deles, atores, que nos demonstram, com precisão cirúrgica, usando dos bisturis da comédia e das injeções do drama, um grande diálogo mudo e também grandes silêncios gritados.
A metalinguagem nos faz mais perto ainda do que já estamos fisicamente da trama exposta pelos quatro excelentes atores no Teatro Novelas Curitibanas. Faz-nos fazer parte do quarteto, amar com eles e sofrer com eles e rir com eles. A peça faz-nos ver a nós mesmos.
Um espetáculo preciso, profundo, alegre, forte, difícil e maduro concebido e executado com maestria por Maira Lour, Alexandre Zampier, Helena Portela, Janaina Matter, Pablito Kucarz, Fernando Marés, Beto Bruel e Michele Menezes.
Parabéns!

Enéas Lour"

"Subita Companhia
Perdi a poesia
A noite fazia dia
Quando era alegoria.

Foi para não sei onde...
Para a Subita Companhia.
Subita alegria
Que agora se esconde.

Subita Companhia:
Levaram-me o que era meu
O pensar esqueceu

Aquela bela poesia
Que me entristeceu
E, agora, anoiteceu...

Eduardo Boff Aramayo Cruz"

"SOBRE AMORES DIFÍCEIS: Maíra Lour acertou na mão, tanto na direção de cena quanto na direção de atores. Mão pesada. Luz, som e cena impecáveis. Elenco empolgante, com destaque para a alva e furiosa Janaina Matter. Salve!!!

No Novelas Curitibanas até 19/05, quinta a domingo, 20h. Entrada Franca.
Cheguem cedo por que lota rápido!!!

Clovis Severo Brudzinski" 

Obrigada a todos que estão prestigiando o trabalho da Súbita Companhia!
Ficaremos em cartaz no Teatro Novelas Curitibanas até o dia 19/05, de quinta a domingo as 20h.
Devido ao sucesso de público, nos dias 11 e 12; 18 e 19 faremos sessões extras as 18h.  

Matéria E-Cultura 03/05/13

e-cultura - 03/05/2013
e-Cultura 03-05 Bloco 01

18 abril 2013

Caderno G - 18/04/2013

Súbita fala de amor e faz metateatro
Publicado em 18/04/2013 | Helena Carnieri

 Victor Hugo/Divulgação
 Victor Hugo/Divulgação / Helena e Alexandre fazem um dos vários casais da peça    
 Helena e Alexandre fazem um dos vários casais da peça

Depois de optar pelo teatro físico como forma e pela adaptação de obras literárias como conteúdo, a Súbita Cia. de Teatro agora entra na arena do metateatro. Amores Difíceis, que estreia hoje no Teatro Novelas Curitibanas, tem um formato em que o espectador é capaz de questionar se está vendo algo planejado ou espontâneo, especialmente quando os atores-personagens dizem uns aos outros coisas como: “Dá para você repetir essa cena? Quero entender melhor”.
VÍDEO: Assista ao teaser da peça "Amores difíceis"
Amores Difíceis
Teatro Novelas Curitibanas (R. Pres. Carlos Cavalcanti, 1.222 – São Francisco), (41) 3321-3358. Estreia hoje. Apresentações de quinta-feira a domingo, às 20 horas, até 19 de maio. Entrada franca. Classificação indicativa: 18 anos.
Essa guinada surgiu por acaso ao longo do processo criativo, que continua tendo por base a inspiração literária. Neste trabalho, o grupo parte do italiano Italo Calvino (com seu conto “A Aventura de um Esposo e de uma Esposa”), somado a uma subtrama da peça A Gaivota, de Anton Tchékhov e à peça Bodas de Sangue, de Federico García Lorca.
De todos os textos, foram extraídas cenas de amor – sim, é mais uma peça sobre o amor, conforme avisa uma das atrizes no início do espetáculo.
“Fomos atrás de muitas referências sobre esse tema. A literatura nos levou a outras peças e filmes”, conta a diretora, Maira Lour.
De Tchékhov, foi extraído o frio relacionamento entre Masha e Medvedenko, personagens do drama que estão em “terceiro plano” na obra russa, conforme define Maira.
De Lorca, a “passividade e passionalidade” do casal em fuga ao som de flamenco. “Essa é uma das referências do amor, especialmente em novelas”, diz Maira, referindo-se ao dilaceramento da paixão.
De Calvino veio a temática da difícil comunicação no dia a dia. Do próprio grupo, histórias pessoais, universalizadas na tentativa de levar a plateia à identificação.
Alternando-se, os quatro atores (Alexandre Zampier, Helena Portela, Janaina Matter e Pablito Kucarz) simulam cenas que teriam a função de entender o amor e de permitir que eles sintam e experimentem “coisas que estão nos livros”. Uma delas, bem afinada, simula a morte de vários personagens trágicos de Shakespeare.

Entranhas
Foi durante os ensaios, iniciados em janeiro, que o grupo caminhou rumo à metalinguagem – o uso de referências ao próprio teatro e uma comunicação humorística que olha nos olhos do público têm sido ferramentas frequentes de companhias por todo o país.
Para o público, esse “rompimento da quarta parede” do teatro traz uma distensão, permite jogar junto com a peça. Para os atores, aparentemente é muito divertido.
Anteriormente, a Súbita havia destrinchado Milan Kundera e Jonathan Safran Foer, que basearam respectivamente as peças Vertigem e Porque Não Estou Onde Você Está – essa última é inclusive citada em Amores Difíceis.
Estreia
Amores Difíceis

Teatro Novelas Curitibanas (R. Pres. Carlos Cavalcanti, 1.222 – São Francisco), (41) 3321-3358. Estreia hoje. Apresentações de quinta-feira a domingo, às 20 horas, até 19 de maio. Entrada franca. Classificação indicativa: 18 anos.


15 abril 2013

Amores Difíceis no "Cortinas Abertas"

Teatro Contemporâneo e Amor – Para ver “Amores Difíceis”

Imagem
Amores Difíceis (Marco Novack)

Mariana M. Braga (Com Informações de Fernando de Proença)
O amor já ganhou diversos significados, conceitos e características, moldados pela cultura, pelo tempo, pelas novas rotinas. E há outras ideias sobre ele que são universais e se mantêm com o passar dos anos. Amores difíceis, da Súbita Companhia de Teatro, fala sobre o amor na contemporaneidade. Para criar a peça que estreia dia 18 de Abril, o grupo se dedicou a muita pesquisa, que começou com os contos de Ítalo Calvino. A pesquisa e a criação em grupo são, aliás, algumas das características de trabalho da companhia, assim como o estudo do Teatro Físico, com base nos métodos Viewpoints, Suzuki e dramaturgia do corpo.
Em cena há um jogo que mescla verdade e ficção, onde atores e personagens compartilham intensas relações dramáticas. A Súbita promete trazer o tema, já tão trabalhado na arte, na filosofia e na ciência, de uma forma diferente: privilegiando a liberdade que lhe é característica.
Amores Difíceis é uma ótima ocasião para ver o bom teatro contemporâneo e rever – de uma nova forma – o já tão banalizado tema do amor.
- AMORES DIFÍCEIS
Direção: Maira Lour. Elenco: Alexandre Zampier, Helena Portela, Janaina Matter e Pablito Kucarz. Produção: Pró Cult / Michele Menezes
de 18/04 a 19/05 (de quinta a domingo às 20h)
no Teatro Novelas Curitibanas.
Entrada FRANCA.

http://cortinasabertas.wordpress.com/2013/04/10/teatro-contemporaneo-e-amor-para-ver-amores-dificeis/

Espetáculo Amores Difíceis - estreia dia 18/04




07 fevereiro 2013


A Súbita Companhia participará esse ano do Festival de Curitiba - Fringe. A Companhia integra a Mostra Novos Repertórios com o espetáculo "Porque não estou onde você está".

A Mostra Novos Repertórios terá a participação de 6 Companhias Curitibanas que apresentarão seus espetáculos mais recentes!

A programação completa pode ser acessada pelo facebook no link:
https://www.facebook.com/pages/Novos-Repert%C3%B3rios/255680677899651?ref=ts&fref=ts

As apresentações da Súbita serão nos dias 04 e 05/04, as 18h e as 21h no Teatro HSBC

Espetáculo "Amores Difíceis"

Estreia do espetáculo "Amores Difíceis" será no Teatro Novelas Curitibanas - de 18/04 - 19/05
Novelas Curitibanas terá programação eclética
Espaço que virou sinônimo de teatro experimental lança novo edital e reafirma compromisso com a diversidade cultural

3
Publicado em 07/02/2013 | HELENA CARNIERI
O Teatro Novelas Curitibanas, casa do teatro experimental curitibano nos últimos anos, quer salientar seu compromisso com a democracia e a diversidade de produções e perder sua alcunha. Depois do atraso de oito meses em divulgar o edital para a ocupação de 2013, a Fundação Cultural de Curitiba (FCC), que o administra, recebe até 2 de março propostas de espetáculos para a temporada julho 2013/junho 2014, com a única exigência de que seja teatro adulto.
Enquanto os grupos se inscrevem e são selecionados, pelo menos duas peças sem o subsídio municipal já conseguiram pauta para se apresentar ali, a começar por Tempestade Inabitada, de Nina Rosa Sá, seguida pela mostra do Galpão Cine Horto, de Belo Horizonte, durante o Fringe do Festival de Teatro, e por uma estreia da Súbita Cia.
Agenda
Saiba o que está na pauta do Novelas para o primeiro semestre:
• Tempestade Inabitada, 21 de fevereiro a 24 de março
• Os Amores Difíceis, da Súbita Cia., de 18 de abril a 19 de maio
Fringe
• Mostra Teatro para Ver de Perto
• Com o Galpão Cine Horto, de 26 de março a 7 de abril.
Espetáculos:
• A Noite Devora Seus Filhos, com a Cia. Paisagens Poéticas
• A Projetista, de Cristiane Paoli Quito e Dudude
• Entre Nebulosas e Girassóis, com a Cia. Teatro Adulto
• Memórias em Improvisos, de Chico Pelúcio
• Quinze Centímetros – Algo Semelhante a um Romance, com a Cia. 15 de Teatro
O atraso foi justificado pelo fato de o ano passado ter sido eleitoral, o que incomodou alguns artistas. “Não ter segurança de quando os editais vão sair é terrível para a classe. As políticas públicas têm de estar em movimento para a cultura andar”, aponta o diretor Diego Fortes (que apresentou no Novelas, em anos passados, Os Invisíveis e Orinoco).
O conteúdo do novo edital não traz mudanças. Até o valor continua o mesmo, de R$ 70 mil para cada uma das seis peças da temporada. A única mudança é que não será mais exigido que o grupo tenha o acompanhamento de um nome de destaque nacional. “É uma coisa que talvez causasse estranhamento, que podia ser entendido como reserva de mercado”, explica o coordenador de teatro da FCC, Clóvis Severo Brudvinski.
Mas ele considera que a “dica” dada aos grupos para procurarem uma projeção maior funcionou, já que vários têm buscado parcerias. “As companhias já sacaram que isso é super importante e estão fazendo pontes nacionais”, percebe o coordenador.
Mesmo os produtores e diretores que não pretendem inscrever projetos comemoram a chegada do edital. “Até achamos que o projeto do Novelas podia acabar. Ainda bem que foi mantido”, diz o veterano Edson Bueno.
A rápida reação dos programadores do espaço, que impediu o esvaziamento prolongado do palco alternativo, foi elogiada. “O público não vai sentir [o efeito do atraso], porque o teatro não vai ficar fechado”, comemora Michele Menezes.
As informações sobre o edital estão no site www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br.
Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/cadernog/conteudo.phtml?id=1342872&tit=Novelas-Curitibanas-tera-programacao-ecletica#.URNI8wOJMW0.facebook